Buscar
  • Ohio Business Consulting

Identifique as capacidades necessárias ao seu Planejamento Estratégico


Enquanto a maioria dos Planos Estratégicos identificam o que as organizações devem fazer de maneira diferente, poucos oferecem um caminho para construir habilidades, conhecimento e processos necessários para implementar e manter as mudanças principais. Porém, sem criar tais capacidades, será muito difícil atingir os resultados pretendidos.


Por exemplo, uma grande empresa de tecnologia definiu uma estratégia para ampliar significativamente seus negócios com grandes clientes, criando pontos de contato únicos e focando em oferecer soluções no lugar de entregar produtos. A estratégia estava bem definida, mas para que acontecesse várias novas capacidades eram necessárias: os vendedores tiveram que aprender novas abordagens e como construir relacionamentos; várias áreas de vendas precisaram compartilhar informações e colaborar mais; novos cargos para coordenar contas empresariais foram criados; informações financeiras tiveram que ser apresentadas e analisadas de forma diferente e assim por diante. Tais mudanças significaram que centenas de pessoas da companhia tiveram que trabalhar de alguma forma diferente - mas o plano nada dizia sobre o desenvolvimento de capacidades. Assim, apesar do todos concordarem que a estratégia fazia sentido, a ausência das capacidades necessárias tornou a implementação impossível.

Capacidades estão no cerne da habilidade de uma empresa para atingir resultados e, assim, não é surpresa que resultados diferentes requeiram capacidades diferentes. Porém, Planos Estratégicos geralmente entendem essa simples equação de maneira incorreta, por uma ou duas razões.


Primeiro, vários planejadores estratégicos e executivos seniores concluem que a estratégia é lógica e, então, as pessoas descobrirão o que fazer, não incluindo o desenvolvimento de novas capacidades em qualquer ponto do plano. É certo que toda organização possui pessoas altamente adaptáveis, que aprendem rápido e que conseguem operar dessa forma. Mas, infelizmente, elas geralmente são poucas e os líderes acabam por depender demasiadamente dessas "figuras carimbadas" para assumir execuções desafiadoras. E, uma vez que poucas pessoas não conseguirão fazê-lo, os esforços falham.


Por outro lado, alguns planejadores gostam de ser detalhistas e gastam muitos recursos mapeando totalmente o que cada um deve fazer de maneira diferente. Mas uma abordagem de "ligar os pontos" para reforçar as capacidades organizacionais raramente funciona. Desenvolver capacidades demanda experimentação, tentativa e erro, assim como aprendizado interativo para identificar o que funcionará em cada cultura organizacional, estrutura funcional e ambiente de trabalho. Assim, em face de longas listas de melhores práticas e novos processos que não condizem com a realidade, os times de trabalho simplesmente desistem e retornam aos velhos padrões de comportamento.


É nesse ponto que o auxílio de pessoal especializado, apto a identificar o que se aplica em cada organização e qual ferramenta será mais efetiva e eficiente, se faz necessário. Não raramente as empresas e seus colaboradores, imersos nas tarefas e atividades do dia-a-dia, se perdem na implementação e execução do Plano Estratégico, gastando tempo e recursos além do necessários e, na maioria dos casos, deixando a mudança e desenvolvimento de capacidades em segundo ou terceiro planos.


Transpor esses desafios demanda pensar sobre o desenvolvimento de capacidades de uma forma diferente: como parte integral da execução da estratégia. O ponto-chave está em conectar cada prioridade estratégica necessária ao crescimento do negócio e estabelecer a responsabilidade de cada prioridade estratégica tanto na obtenção de resultados como no desenvolvimento de capacidades.

Mas é importante reforçar que combinar o desenvolvimento de capacidades com a execução da estratégia definida não precisa ser uma tarefa complexa. A chave está em fazer o aprendizado e desenvolvimento de capacidades o mais claro e intencional possível. Isso permitirá que você crie a estrutura necessária ao mesmo tempo que obtém resultados para seu negócio.


Para iniciar tal abordagem, pense sobre a estratégia da sua empresa, e quais capacidades são críticas para atingir os resultados almejados. Então, identifique oportunidades para que seus colaboradores criem e reforcem essas capacidades enquanto de fato executam algum aspecto da estratégia traçada. Fazer isso garantirá que o desenvolvimento de capacidades seja uma parte real e tangível do crescimento da sua organização, ao invés de uma possibilidade ou necessidade posterior.


A Ohio Business Consulting pode auxiliar nesse processo.


Entre em contato e saiba mais sobre como criar, implementar e garantir a execução de um

Plano Estratégico vencedor.

Adaptação do artigo Your Strategy Won’t Work If You Don’t Identify the New Capabilities You Need

Harvard Business Review

https://bit.ly/2ilff5P

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo